Lojista chinês com seu sonho de construir um igreja

Coração cristão abre janela para luta pela sua igreja e pela alma da China

desafios-do-homem-cristao

Um lojista chinês de 62 anos de idade tinha esperado quase toda a sua vida adulta para ver o seu sonho de construir uma igreja se tornando realidade, uma casa de tijolos com um pátio ensolarado e espaçoso salão com espaço para 200 fiéis.

Mas em março, cerca de uma dúzia de policiais e autoridades locais apareceram de repente na igreja em sua propriedade e fizeram os fiéis assustados se dispersarem. Eles ordenaram que a cruz, uma pintura da Última Ceia e a caligrafia do verso da Bíblia fossem removidas. E exigiram que todos os cultos parassem até que cada pessoa junto com a própria igreja fosse registrada com o governo, disse o vendedor, Guo, que deu seu sobrenome apenas por medo de retribuição.

Sem aviso, Guo e seus vizinhos na província cristã de Henan, na China, encontraram-se na linha de frente de um novo e ambicioso esforço do oficialmente ateu do Partido Comunista para ditar e em alguns casos deslocar a prática da fé no país.

Sob o presidente Xi Jinping, o líder mais poderoso da China desde Mao Zedong, os crentes estão vendo suas liberdades encolherem drasticamente, mesmo quando o país passa por um renascimento religioso. Especialistas e ativistas dizem que enquanto ele consolida seu poder, Xi está promovendo a mais sistemática supressão sistemática do cristianismo no país desde que a liberdade religiosa foi escrita na constituição chinesa em 1982.

Via: Miami Herald