Mãe de uma menina de 13 anos afirma não ser culpada pela sua morte

Uma mulher de Appleton que é mãe afirmou que não matou sua filha de 13 anos

Nicole+Gussert

Uma mãe de Appleton foi acusada de matar sua filha, ela declarou-se inocente de uma acusação de negligência da criança e três acusações de estar dando drogas para a filha.

Nicole L. Gussert de 38 anos, vai ter que comparecer em uma conferência pré-julgamento no tribunal do condado de Outagamie em 24 de setembro.

Nicole foi presa no mês passado pela morte de sua filha no final de maio de 2017. A polícia disse que a menina morreu “por falta de cuidados”.

A filha de Gussert tinha um distúrbio genético, a Síndrome de Wolf-Hirschhorn, que Gussert disse que significava que ela não podia falar ou andar, só conseguia fazer sons.

De acordo com a queixa criminal, Gussert disse à polícia em 29 de maio que checou sua filha às 3:30 da manhã e descobriu que estava com frio e que o tubo de alimentação estava enrolado em volta do pescoço.

Uma autópsia indicou que a menina morreu de infecção, possivelmente através de sua pele na área da fralda.

Registros médicos mostraram que a filha de Gussert perdeu 13 quilos no mês anterior à sua morte, pesando apenas 32 libras quando ela morreu.

Quando a polícia questionou Gussert, ela chorou quando não conseguiu lembrar quando ou quantas vezes ela alimentou sua filha no dia anterior. Ela também admitiu que começou a dar à filha bebidas protéicas de uma loja de conveniência em vez da fórmula enviada por uma empresa de suprimentos médicos, porque as bebidas com proteína continham construtores de músculos.

A polícia encontrou lixo, comida podre e moscas na casa de Gussert, e caixas de fraldas sujas no quarto de sua filha.

A queixa criminal alega que Gussert recusou ajuda durante anos do distrito escolar e do Centro de Recursos sobre Envelhecimento e Deficiência.

Gussert disse à polícia que ela estava deprimida há algum tempo e que foi prescrita Adderall, mas não estava tomando. A polícia determinou que ela ainda estava preenchendo suas receitas, e encontrou mensagens de texto indicando que ela estava vendendo as pílulas ou dando-as a pessoas a quem devia dinheiro.

Via: Wbay

Fotos: Wbay